Suspensão da instância. Suspensão nas férias judiciais

SUSPENSÃO DA INSTÂNCIA. SUSPENSÃO NAS FÉRIAS JUDICIAIS
APELAÇÃO Nº
2200/19.0T8CBR-A.C1
Relator: JORGE MANUEL LOUREIRO
Data do Acordão: 17-01-2020
Tribunal: TRIBUNAL JUDICIAL DA COMARCA DE COIMBRA – JUÍZO DO TRABALHO DE COIMBRA – JUIZ 1
Legislação: ARTº 138º, Nº 1 DO NCPC.
Sumário:

O prazo dilatório de suspensão da instância fixado pelo tribunal a requerimento das partes está sujeito à regra de suspensão em férias judiciais e respectivas exceções consagradas no art. 138º/1 do NCPC. 

Consultar texto integral

ЖЕНЩИНЫ