Declaração DPO

 

Mediante Protocolo outorgado em 25/5/2018, entre todos os Tribunais da Relação e o Conselho Superior da Magistratura, de 24 de Abril de 2018, foi nomeado Encarregado de Protecção de Dados (DPO, na sigla em língua inglesa) comum, o magistrado judicial Nuno Luís Lopes Ribeiro.
 
As funções do DPO, no âmbito da actividade administrativa dos Tribunais da Relação, tal como descritas no Regulamento (EU) n.o 2016/679, do Parlamento e do Conselho, de 27 de abril de 2016 ­ Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), podem ser sintetizadas no seguinte:
  • ­ Informação e aconselhamento dos Tribunais da Relação, seus funcionários e subcontratantes, a respeito das obrigações emergentes do regime de protecção de dados;
  • Apreciação da conformidade com esse regime, das políticas e actividades dos Tribunais da Relação, incluindo a repartição de responsabilidades com subcontratados, as práticas de deteção e resposta a eventuais violações de dados pessoais, a sensibilização e formação do pessoal implicado nas operações de tratamento de dados e as auditorias correspondentes;
  • Cooperação e ponto de contacto com a autoridade de controlo;
O DPO nomeado pode ser contactado, sobre assuntos relacionados com as suas funções:
­
 
por email, para o endereço:
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
­
 
por correio, para o endereço:
Encarregado de Protecção de Dados
Conselho Superior da Magistratura
Rua Mouzinho da Silveira n.o 10
1269­273 Lisboa
 

Powered by Marketing Lovers