Jovem delinquente. Nulidade da decisão

JOVEM DELINQUENTE. NULIDADE DA DECISÃO 
RECURSO CRIMINAL Nº
 26/06
Relator: GABRIEL CATARINO
Data do Acordão: 15-03-2006
Tribunal Recurso: COMARCA DE POMBAL
Legislação: ART.º 4º DO D. L. 401/82, DE 23/9 E ART.º 73º E 74º DO C. P. PENAL
Sumário:

  1. A omissão, na sentença, da ponderação da aplicabilidade do regime dos jovens delinquentes, é um vício relativo à determinação da medida da pena (art.º 410º, do CPP) e não nulidade da sentença por omissão de pronúncia.
  2. Para que ocorra aquela vício necessário é que se imponha uma pena privativa da liberdade.
  3. Ao condenar o demandado a pagar a pessoa diversa daquela que constava na relação jurídica processual estabelecida e não legitimamente modificada, comete-se a nulidade prevista no art.º 668º do C. P. C., aplicável por força do art.º 4º do C. P. P.

    Consultar texto integral
  4.  

Adidas Ultra Boost 3.0 Cny

Powered by Marketing Lovers