Conferência “Os 75 anos dos julgamentos de Nuremberga” e “Aristides Sousa Mendes”

Realizou-se no passado dia 29 de outubro, no Tribunal da Relação de Coimbra, uma conferência sobre “Os 75 anos dos julgamentos de Nuremberga” e “Aristides Sousa Mendes”, promovida no âmbito do “Projeto Nunca Esquecer – Programa nacional em torno da memória do Holocausto” que, no domínio da Justiça, envolve os Tribunais da Relação na organização de um ciclo de colóquios sobre a temática da Memória do Holocausto, os Julgamentos de Nuremberga (A força do Direito), a ação dos portugueses e em memória das vítimas portuguesas.

A conferência contou com a intervenção gravada da jornalista e escritora Esther Mucznik e com a participação dos seguintes oradores: Luís Azevedo Mendes, Presidente do Tribunal da Relação de Coimbra; Marta Santos Pais, Comissária do Projeto Nunca Esquecer – Programa Nacional em torno da Memória do Holocausto; Cláudia Ninhos, Doutorada em História, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa; Marco Borques, Juiz de Direito; e António Moncada Sousa Mendes, neto de Aristides Sousa Mendes.

A iniciativa encerrou com um concerto da Orquestra Clássica do Centro, divulgando temas expressamente dedicados ao Holocausto.

De seguida, foi inaugurada uma exposição dedicada a Aristides Sousa Mendes e a seu pai, desembargador José de Sousa Mendes.

Programa
Fotografias
Vídeos